Retrogeek Podcast #62 – World Heroes, The Last Blade e Rage of the Dragons

CompatilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter

Nesse 3em1 de games, voltamos a falar da SNK com três jogos de luta, um pouco menos hypados, mas extremamente importantes para os fãs da empresa: World Heroes, The Last Blade e Rage of the Dragons.

Participantes do episódio:
Caio Hansen, Sidão e JP Moraes.

Ouça também:
Retrogeek Podcast #20 – Fatal Fury, Art of Fighting e Samurai Shodown
Retrogeek Podcast #29 – The King of Fighters
Retrogeek Podcast #30 – Athena/Psycho Soldier, Ikari Warriors e Jogos de esporte da SNK

Clique aqui e entre para nosso grupo no Telegram
Clique aqui e entre para nosso grupo no Facebook

 

Ajude o Retrogeek a chegar aos 16bits contribuindo em nosso Padrim!

 

Nosso Feedrss-cast
Nossa página no iTunesitunes-cast
Download do episódio em mp3

Fale Conosco:
Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e contato@retrogeek.com.br


Arte da vitrine e edição:
Caio Hansen


Um agradecimento aos nossos retropadrinhos:
Altamiro Francisco Rocha Junior
Caroline Rodrigues Serafim
Elieverson Santos
Lionel Novaes de Freitas
Jeferson de Oliveira Cardoso
Luiz Fernando Moreira de souza
Anderson da Rosa
Rafael Ramalli Da Silva
Diego Ferreira
Tiago Reis
Paulo Roberto da Silva Santos
Caio Vinícius Ney
Jonas Ferreira


 


Deixe seu comentário

  • Junior Xavier

    Olha ai um 3×1!! lembro quando chegou nos flipers World Heroes, umas mecanicas diferentes, personagens baseados em vultos historiscos, achava bem divertido jogar o Bruce Lee ou o Rasputin, The Last Blade achava muito bom tambem, jogar com o monge Lee Rekka, achava ele muito personagem de filme de artes marciais. Rage of the Dragons fui obrigado a goglear e achei bonito, parecendo com Fatal Fury 3, mas nao joguei esse, vamos ver se rola uma emulação. Abraços.

  • dellagustin

    3 em 1 da “Série B” dos jogos de luta do Neo Geo/SNK.
    B só por notoriedade, pois sao todos bons jogos.
    Joguei muito World Heroes (o primeiro) em um fliperama em Capao da Canoa, quando ia para o litoral do Rio Grande do sul.

    Quando ouvi vocês falando do lutador de Jeet Kune Do afroamericano nao tive como nao lembrar do Bruce Leroy do clássico do cinema em casa “O último dragao” / “The Last Dragon” (1985) – Quem é o mestre, Leroy??

  • Strider_Tag

    Como sempre, mando uma cacetada de curiosidades :
    -o Daisuke Ishiwatari (criador de Guilty Gear) nunca trabalhou em Last Blade. Isso é uma lenda urbana que muito site propaga por aí, e o proprio Daisuke desmentiu isso.
    -a personagem Alice Carroll de Rage of the Dragons é uma homenagem à Alice no pais das Maravilhas, tanto pelo visual da personagem, quanto pelo sobrenome (Carroll), um homenagem ao autor da tal fabula (Lewis Carroll). E o padre Elias parece muito um certo Ozzy Osborn ( AAAAALLLL ABOOOOOAAAARD !!!)
    -entrando em detalhes de Gameplay, em Last Blade tinham 2 sistemas (Speed e Power). No Speed você podia emendar Chain Combos e usar uma espécie de “custom combo”. No Power você tinha acesso ao 2o “super move” de cada personagem. Claro que certos personagens eram melhores num modo do que no outro. No Last Blade 2 tinha um 3o modo, que só podia ser acessado com uma sequencia de botões. Esse modo dava acesso à tudo do Speed e do Power, mas seus golpes tiravam pouca energia.
    -Ainda em Last Blade, o chefe do 1 (Musashi) impõe respeito com sua brutalidade. E claro, assim como Haohmaru de Samurai Shodown, era uma homenagem à Miyamoto Musashi. O Lee Rekka é uma homenagem ao personagem do Jet Li dos filmes “era uma vez na china”. O Zantetsu é o antepassado do ninja Eiji Kisaragi (AOF 2, KOF 95, 98 UM, XI).
    -Os 4 deuses de Last Blade também já apareceram em Yuyu Hakusho, naquele arco em que o Yusuke vai enfrentar o Suzaku (aonde Kurama e Hiei trabalham com ele pela primeira vez como um time, junto à Kuwabara)
    -Eu tenho uma certa simpatia por World Heroes 2, e curto DEMAIS o “Perfect” . E o personagem Zeus é uma homenagem ao Raoh, do mangá / anime HOKUTO NO KEN.

  • Lionel Novaes de Freitas

    Fala Retrôamigos. Mais um excelente cast, mas desta vez confesso que foi mais informativo que nostalgico, afinal, nunca tinha ouvido falar desses jogos. Como já puderam perceber em outros relatos, não tive uma infância muito próxima da SNK. Mas esse erro vai ser corrigido, vou sentar o dedo na emulação aqui e vou conhecer de perto essas pérolas, só pra poder voltar, re-ouvir o programa e curtir ainda mais. Hooooooooo

  • Fernando Ribeiro

    Ainda não ouvi o podcast inteiro, e também não tenho muito o que dizer sobre o tema, apenas que quando vcs mencionaram as quatro bestas sagradas – tartaruga, tigre, dragão e fênix – , eu fiquei esperando vcs mencionarem a representação delas no Yu Yu Hakusho. Se não me engano elas aparecem após a mini saga do Lando, sendo elas: Genbu, a tartaruga de pedra que se regenera; Byako, o tigre que suga a energia dos oponentes pra aumentar de tamanho; Seiryu, o dragão que controla o gelo; E Suzaku, a fênix que se multiplica. Mas vcs não mencionaram eles, ao invés disso mencionaram Digimon. Como puderam fazer isso?!?