Retrogeek Podcast #54 – Parece Velho 2

CompatilheShare on Facebook1Tweet about this on Twitter

Depois de muitos pedidos fizemos a segunda parte do Parece Velho, episódio onde reunimos várias produções da cultura pop que são novas, mas tem cara de retro. Nesse momento onde o mercado retro está tão na moda assunto pra esse episódio é o que não falta!

 Participantes do episódio:
Caio Hansen, Sidão e JP Moraes

 

Ajude o Retrogeek a chegar aos 16bits contribuindo em nosso Padrim!

Clique aqui e entre para nosso grupo no Telegram
Clique aqui e entre para nosso grupo no Facebook

 

Ouça também:
Retrogeek Podcast #14 – Parece Velho

 

 

Nosso Feedrss-cast
Nossa página no iTunesitunes-cast
Download do episódio em mp3

Fale Conosco:
Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e contato@retrogeek.com.br

Arte da vitrine: Caio Hansen
Edição: JP Moraes

 

Um agradecimento aos nossos retropadrinhos:
Altamiro Francisco Rocha Junior
Caroline Rodrigues Serafim
Lionel Novaes de Freitas
Jeferson de Oliveira Cardoso
Luiz Fernando Moreira de souza
Anderson da Rosa
Rafael Ramalli Da Silva
Tiago Reis
Paulo Roberto da Silva Santos
Caio Vinícius Ney
Jonas Ferreira


 


Deixe seu comentário

  • Adilson Cts

    Sobre o cast #53, lembrei dos Mamonas Assassinas. Os caras que cantavam “com seu cu amirando em nossas cabeças” no programa da Xuxa, com um monte de criança em volta cantando junto. Lembro também do inferno que era as festas de aniversário quando tocava “Vira vira”, já que você tinha que ficar com a bunda colada na parede para escapar da mão dos moleques.
    O filme pornô japonês é proibido de mostrar genitálias masculinas e femininas. Por isso são cheios de tarjas nessas partes. Os tentáculos são um artifício para escapar da censura, e por isso substituem o falo (vulgo pinto). De quebra, é uma forma de variar e, além disso, os japoneses sempre gostaram de monstros mesmo…
    Um exemplo que ilustra o cast na geração recente aconteceu com um colega meu, que deixava o filho de 3 anos jogar GTA, mas sempre sobre os protestos de sua esposa. Um dia ele chegou do trabalho e a criança veio gritando toda empolgada “pai, eu atropelei uma mulher grávida, mó da hora!” , nesse momento ele viu que a mulher estava certa.

  • Lionel Novaes de Freitas

    Fala aí tios da Sukita Geeks. O que falar de mais um episódio que dá vontade de intervir na conversa de tão gostoso que é o papo. Olha sinceramente foi levantado esse assunto na leitura de comentários e eu acho que é isso mesmo o segredo do sucesso de vocês: esse bendito gostinho de quero mais que fica quando o episódio termina, e que faz a gente sair correndo baixar o próximo assim que sai (até troquei o agregador de podcast só porque este demorava um pouco mais para atualizar o feed, inaceitável hehe).

    Além de ter tido minha participação inusitada e que me deixou mais que feliz e orgulhoso, concluí que o Retrogeek além de um puta podcast bom, tem os melhores comentários de ouvintes. A seção do Mr. Postman agrega muito ao episódio que passou e sempre tem historias ou relatos interessantes que alimentam a aura de nostalgia do programa. Isso não tem preço, e fica fácil pra gente indicar para outras pessoas. Deixo ai o incentivo pra galera, comentem mais e compartilhe com todos suas histórias divertidas e nostálgicas.
    Quero jogar Sonic Mania por causa de vocês; Hoooooooooo…

  • Ítalo Chianca

    Excelente cast. E mais uma vez, a surpresa e a alegria de ver o nosso Jogo Veio sendo citado por vocês, pessoal. Valeu mesmo. Trabalho impecável.

  • Adilson Cts

    Vou aproveitar que o Genndy Tartakovsky foi mencionado para fazer uma “retroindicação”: Star Wars: Clone Wars, de 2003 (não confundir com a série em 3D Star Wars – The Clones Wars, de 2008). Esta série foi desenhada pelo Tartakovsky e é muito foda! Ela se passa entre os episódios 2 e 3 (praticamente um dos filme, que poderia muito bem ser o episodio 2,5). Tem um roteiro legal, mas o melhor mesmo são as cenas de açã, já que o nível de poder dos jedi estão em um nível absurdo, a ponto deles destruírem naves enormes com a Força e derrotar dezenas de droides poderosos apenas com os punhos. Recomendo fortemente para quem é fã de Star Wars ou de desenhos animados! E se você não gosta dessa trilogia (episódios 1,2 e 3), saiba que mesmo quem odeia ela gosta muito dessa animação!
    Obrigado por passarem as informações do cast de forma divertida, e aguardem mais tirinhas baseada no Retrogeek, como aquela do Teste de Fidelidade: é o meu modo de agradecer pelas muitas horas de diversão que vocês me proporcionam!

  • Junior Xavier

    Bom cast, mas devia se chamar parece velho (versão indie) 2.
    aguardando por mais da série.
    abraço

  • Hahhaha a ocontece que o cenário indie é o que mais faz referências a nostalgia.

  • dellagustin

    Inspirado na seção de músicas, indico a banda Elixir Inc, do sul do Brasil, parece muito com Guns e um pouquinho Aerosmith