Retrogeek Podcast #07 – As séries do SBT

CompatilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter

No sétimo episódio do Retrogeek Podcast, Caio Hansen Sidão, recebem a galera do Fala Série e do Omegacast, Vinícius Schiavini e Dragão Dourado pra relembrar as séries clássicas do maior carnal aberto de séries da história, o SBT do tio Sílvio! Um Maluco no Pedaço, Eu, a patroa e as crianças, Smallville e Supernatural, além de muitas outras.

Nosso Feedrss-cast
Nossa página no iTunesitunes-cast
Download do episódio em mp3


Arte da vitrine:
Caio Hansen
Locução e edição da vinheta de abertura: Riky Soares (mais1cast)
Edição: JP Moraes


Deixe seu comentário

  • Vitor Quintes

    como assim vcs esqueceram de super herói americano? com a melhor trilha sonora de abertura ever!!!!!!

  • OLucasConrado

    Uma coisa que não esqueço: 11 de Setembro de 2001, o mundo acabando, todos os canais passando as reportagens direto de Nova York e o SBT passando Um Maluco no Pedaço e Os Simpsons como se nada estivesse acontecendo.

    Lembro de Blosson, mas na época que passou, eu não ligava muito pra seriado. Confesso que ouvindo vocês falarem, fiquei com muita vontade de ver.

    As séries que vi foram Punky, A Levada da Breca e as séries do almoço. Um Maluco no Pedaço, Três É Demais (na reprise que passou no início dos anos 2000), Eu, A Patroa e as Crianças, As Visões da Raven e um pouquinho de Freddie. E claro, Chaves e Chapolin.

    A que mais gosto é Um Maluco no Pedaço, mas lembro que eles passaram um tempão só até a quinta temporada. Quando anunciaram a sexta, eu já era mais velho e não lembro se tava estudando ou já estagiando… sei que até hoje, nunca vi a última temporada. Aliás, vendo Um Maluco no Pedaço na Netflix, vi que tem alguns episódios que o SBT nunca transmitiu.

    Excelente programa!

  • Ramon Gonzalez

    Caramba, eu achei que tivesse assistido SBT na infância… Nesse cast acabei conhecendo uma cacetada de série que eu nunca nem ouvi falar (mesmo sendo mais ou menos da mesma época de vocês)! Incrível! Só me fez ter ainda mais admiração pelo trabalho do grande Silvio Santos.